top of page
< Voltar

Criada a maior companhia de parques do mundo: conheça a nova Six Flags!

Raphael Figueiredo

2 de jul. de 2024

Saiba todos os detalhes da fusão e quais são os melhores parques da nova Six Flags, cuidadosamente ranqueados de acordo com a minha experiência em cada um!

Diretamente de Sandusky, Ohio e Charlotte, Carolina do Norte veio a confirmação da notícia que não imaginássemos que ia acontecer um dia... Six Flags e Cedar Fair se juntaram e agora só existe uma só empresa, que também se chama Six Flags. De acordo com os executivos da nova companhia, a nova Six Flags possui um portfólio impressionante de 42 parques, o maior portfolio do mundo, incluindo alguns dos parques de diversões e parques aquáticos mais adorados dos Estados Unidos, Canadá e México. Esta extensa rede permitirá alcançar mais visitantes do que nunca, oferecendo experiências únicas e envolventes que atendem a todas as idades e preferências de entretenimento.



A fusão reúne os pontos fortes de ambas as empresas, combinando a reputação da Cedar Fair de oferecer experiências excepcionais aos visitantes com os designs inovadores de passeios e atrações da Six Flags. Nossa maior flexibilidade financeira nos permitirá investir em novos passeios, atrações, opções de alimentos e bebidas e tecnologias de consumo de última geração. Estes investimentos destinam-se a aumentar a frequência, aumentar os gastos per capita e aumentar a rentabilidade, garantindo que cada visita aos nossos parques seja mais emocionante e memorável do que a anterior.



Tendo visitado absolutamente todos os 26 parques temáticos (os outros 16 são aquáticos) de ambas as empresas, sigo chocado com essa fusão. Para os visitantes, algumas coisas ainda precisam ser esclarecidas, como as perguntas que todos estão se fazendo no momento: existirá um passe para visitar todos esses parques? ou as antigas Memberships da Six Flags serão honradas nos 42 parques? Estarei ansioso (e de olho) para ver as movimentações dessa nova empresa que mexerá e muito com a dinâmica dos parques da América do Norte!


Já que você está aqui lendo essa notícia, pode estar se perguntando: quais são os melhores e piores parques da nova Six Flags? Quais são aqueles que eu preciso conhecer urgentemente e quais aqueles que posso deixar bem para depois? Eu respondo! Vem comigo?


#26 Discovery Kingdom (San Franscisco, Califórnia)

Caos. Puro caos. O Discovery Kingdom teoricamente deveria unir em harmonia animais terrestres, animais marinhos e brinquedos radicais, porém, nenhum desses três universos estão harmonicamente no parque. Os habitats dos animais são pequenos demais, com um aspecto de zoológico preso no século XX, e os brinquedos possuem operações horríveis, isso, quando funcionam. Se estiver cheio, é até difícil de andar lá dentro! Seus destaques são a montanha-russa híbrida The Joker e a montanha-russa de múltiplos lançamentos Superman: Ultimate Flight. Esse é o parque em que a nova Six Flags precisa concentrar seus esforços para consertá-lo. Urgentemente.



#25 Frontier City (Oklahoma City, Oklahoma)

Construído à beira da estrada mais famosa dos Estados Unidos no século XX, a Rota 66, o Frontier City é o menor Six Flags que existe e podia facilmente ser confundido com qualquer parque brasileiro. O parque é uma réplica de uma cidade do Velho Oeste e não existe qualquer atração que seja de verdadeiro grande porte, sendo a montanha-russa de madeira Wildcat sua maior atração. As outras atrações são opções para toda família, com brinquedos como barco pirata, splash, roda-gigante, montanha-russa com loop (igual à Looping Star), montanha-russa suspensa e seu maior destaque: a Diamondback, uma montanha-russa shuttle loop raríssima em que o trem começa em uma plataforma elevada e é lançado para um loop rebaixado - É MARAVILHOSA! É um Six Flags essencialmente familiar.



#24 Great Escape (Queensbury, Nova York)

Originalmente, o Great Escape era um parque voltado aos contos de fadas, até ser comprado pela antiga Six Flags e ser transformado em um resort na montanha. É o parque Six Flags mais alto, e mesmo no verão, pode ter temperaturas de 12º! Mesmo tendo ainda uns resquícios de seu passado fofo e lúdico, o Great Escape ganhou novos brinquedos, entre eles opções radicais e familiares. Seus destaques nem se comparam aos parques que vem a seguir, porém são decentes, como a novíssima montanha-russa Bobcat, extremamente elogiada pela crítica, a montanha-russa histórica The Comet e o massivo brinquedo radical Outlaw. Assim como o Frontier City, é um Six Flags essencialmente familiar, sem montanhas-russas muito loucas.



#23 Michigan's Adventure (Grand Rapids, Missouri)

Até hoje eu procuro entender como foram escolher um lugar tão bem escondido para fazer um parque. Perdido nas florestas do interior de Michigan, o Michigan's Adventure é um daqueles parques que nos Estados Unidos é frequentemente esquecido pelos estadunidenses que não são da região. O parque, mesmo tendo um parque aquático anexado, é pequeno, e seus brinquedos são antigos, não tendo nenhum que seja dessa década. Seu maior destaque, e motivo para qual a pessoa que vos escreve foi até ele, é a Shivering Timbers, uma das melhores montanhas-russas de madeira de todo mundo, e também, uma das mais longas - são mais de 15 pontos em que você é ejetado do banco!



#22 Darien Lake (Buffalo, Nova York)

Para um parque temático distante 1 hora das Cataratas da Niágara conseguir atrair os visitantes dessa maravilhosa da natureza, precisaria ter atrações sensacionais que justificassem a viagem até lá e o Darien Lake, hoje, não tem muitas ao seu dispor. Seus maiores destaques são as montanhas-russas Ride of Steel e a montanha-russa de madeira com trilhos híbridos (em alguns pontos do circuito são de aço e em outros, de madeira) Pedrator. O restante das atrações são brinquedos que literalmente podemos encontrar em qualquer outro parque da América do Norte, e, além disso, suas operações são terríveis, funcionando com apenas um trem na maioria das montanhas-russas.



#21 La Ronde (Montreal, Canadá)

Localizado em um dos lugares mais lindos do mundo, uma ilha no meio da cidade de Montreal, o La Ronde poderia ser um dos melhores parques de toda nova Six Flags se fosse melhor cuidado e tivesse melhores operações. Ao longo do tempo, o parque só perdeu atrações ao invés de ganhar novas, mesmo com Montreal sendo uma cidade extremamente turística e lar de grandes eventos, como o GP de Fórmula 1. Seus destaques são as montanhas-russas Goliath, que percorre a beira da ilha e a Vampire, a melhor montanha-russa invertida dos modelos Batman, bastante comuns aos parques da antiga Six Flags.



#20 St. Louis (St. Louis, Missouri)

O parque tem um bom line-up de atrações, e é bem divertido agradando todas as idades. Seus maiores destaques são a Mr. Freeze: Reverse Blast, uma mega montanha-russa de lançamento reverso, e a The Boss, uma montanha-russa de madeira gigantesca embutida no meio da floresta que rondeia o parque. O parque também tem bons brinquedos radicais, como o sensacional Catwoman's Whip, porém precisa ter mais atenção no cuidado com a temática, e na atualização de suas atrações, já que a visita ao St. Louis pode ser considerada uma visita ao que seria um ótimo parque nos anos 2000.



#19 California's Great America (San Francisco, Califórnia)

Engolido pela especulação imobiliária de San Francisco, o California's Great America deve fechar suas portas em um período de 10 anos, quando o contrato de aluguel de suas terras deve expirar. O parque é muito bem conservado, tem ótimas operações e tem as montanhas-russas Gold Striker, uma montanha-russa de madeira muito confortável e com curvas emocionantes, e a Railblazer, uma montanha-russa de trilho único muito bem avaliada pela população local, como destaques. Infelizmente, as outras atrações do parque são antigas e o California's Great America não deve receber nenhuma outra atração de grande porte mais.



#18 Valleyfair (Minneapolis, Minnesota)

Impossível ir no Valleyfair e não se divertir! O parque é todo colorido, tem atrações para toda família, além de um parque aquático com ótimos toboáguas. Seus destaques são as montanhas-russas Excalibur, a primeira montanha-russa híbrida da era moderna a ser construída; a Renegade, uma montanha-russa de madeira premiada em 2007; e a Wild Thing, uma hiper montanha-russa com ótimas colinas e curvas. Entretanto, o parque não recebe novas atrações há muito tempo, se tornando um parque completamente ultrapassado em comparação aos outros 16 próximos.



#17 America (Washington, D.C.)

Nesse parque, você pode experimentar uma das poucas montanhas-russas deitadas do mundo, a Batwing, além de curtir uma experiência superforte de lançamento na Joker's Jinx, e voar como o Superhomem na Superman: Ride of Steel. O America, além desses destaques, possui outras ótimas atrações, como a mais recente área temática steampunk e brinquedos icônicos, como o Blizzard River do Pinguim. Entretanto, o parque tem pouca ou quase nenhuma temática, além de ter operações que podem ser melhoradas.



#16 New England (Agawam, Massachusetts)

Um dos parques mais antigos dos Estados Unidos em operação, o New England tem na enorme e muito bem conceituada Superman: The Ride e na sensacional Wicked Cyclone seus principais trunfos para atrair visitantes. Além disso, eles tem o maior skyflyer do mundo (120 metros de altura) e ótimas outras montanhas-russas. Infelizmente, possui um aspecto gelado e frio, com muito cinza e paredes desbotadas, precisando melhorar muito na conservação e na temática para poder subir suas posições aqui.



#15 México (Cidade do México, México)

O único parque latino da nova Six Flags é um dos seus melhores em operações e conservação, porém as atrações antigas presentes no parque não o deixam subir mais nas posições. Seus destaques mais novos são a Medusa Steel Coaster, uma montanha-russa híbrida com ótimos pontos de levitar do banco, e a Wonder Woman, uma montanha-russa em que os assentos dão cambalhotas, além do brinquedo de tiro-ao-alvo Justice League: Battle for Metropolis. Se o parque começar a investir mais em tecnologia em substituição aos velhos brinquedos, teremos um dos melhores parques da América na América Latina.



#14 Dorney Park (Filadélfia, Pensilvânia)

É um parque tecnicamente perfeito: boas atrações, boas operações, boas alimentação, mas sem atrações que o fazem se destacar perante dos outros 13 próximos. Recentemente, o Dorney Park inaugurou a Iron Menace, uma montanha-russa de mergulho que ajudou a completar o line-up de montanhas-russas em que as que mais se destacam são a montanha-russa sem piso Hydra: the Revenge, com uma inversão em câmera lenta, e a Steel Force, uma hiper montanha-russa.



#13 Over Georgia (Atlanta, Geórgia)

Um dos parques dos Estados Unidos com um line-up de atrações compacto porém extremamente decente, o Over Georgia vem de investimentos pesados nos últimos anos, como a restauração da histórica Riddler's Mindbender, e a adição da incrível Georgia Surfer, uma das primeiras montanhas-russas aquáticas desse modelo na América do Norte. Com mais atenção à temática e melhora no conforto de outras atrações, tem capacidade para subir nessa lista!



#12 Worlds of Fun (Kansas City, Missouri)

Digo sem medo de errar que o Worlds of Fun era um dos melhores parques da Cedar Fair, principalmente pela conservação do parque, além de ótimas operações e um ótimo line-up de atrações, incluindo a única montanha-russa moderna com subida em espiral, e a gigantesca Mamba, que possui ótimos momentos em que você quase voa do banco. Seu tema é a volta ao mundo em 80 dias de Júlio Verne, e se receber mais investimentos na nova Six Flags para destacar essa temática, com certeza subirá de posição nessa lista.



#11 Over Texas (Dallas, Texas)

O parque que originou a Six Flags agrada à todas as idades! Tem ótimas montanhas-russas, incluindo a gigantesca Texas Giant, a primeira montanha-russa híbrida da mais nova geração e a Titan, uma montanha-russa titã que dá para ver de qualquer lugar de Dallas, além de brinquedos radicais e familiares, contando ainda com uma das ferrovias mais antigas em parques temáticos em operação. Entretanto, o Over Texas precisa de mais investimentos para tirar o aspecto de "parque velho" e caprichar na temática como seu irmão Fiesta Texas.


#10 Canada's Wonderland (Toronto, Canadá)

Ganhou fama mundial graças as montanhas-russas Yukon Striker, Leviathan e Behemoth. Além disso, possui uma coleção injevável de brinquedos radicais, que atraem aficcionados por adrenalina do mundo todo! O Canada's Wonderland é gigantesco, sendo muitas vezes necessário dois dias para aproveitar todas suas atrações. Entretanto, a maior parte de suas 18 montanhas-russas, não são tão incríveis assim.



#09 Kings Dominion (Richmond, Virgínia)

Lar da montanha-russa mais radical dos Estados Unidos, a Project 305, o Kings Dominion oferece uma experiência que agrada todas as idades e gostos, especialmente por ter outras montanhas-russas excelentes como a Twisted Timbers e Flight of Fear. Falta ao parque mais uma atração estrela para compor um TOP 3 de respeito junto à Project 305 e a Twisted Timbers. O parque tem espaço para crescer ainda mais, e se tornar um dos melhores da Costa Leste dos Estados Unidos. 



#08 Fiesta Texas (San Antonio, Texas)

Tematizado de acordo com as influências culturais no Texas e suas festividades, o Six Flags Fiesta Texas é o Six Flags mais bem tematizado e conservado, se destacando positivamente como uma experiência mais próxima dos parques consagrados dos Estados Unidos. Entretanto, sua coleção de atrações ainda é tímida em excelência, se destacando somente a colossal Iron Rattler e a nova montanha-russa de mergulho, Dr. Diabolical’s Cliffhanger. 



#07 Carowinds (Charlotte, Califórnia)

A montanha-russa mais alta do mundo com subida de corrente, a Fury 325, fica no Carowinds! Considerada muitas vezes como a melhor montanha-russa de aço do mundo, a Fury 325 faz parte de um ótimo quadro de atrações, que se dividem entre os estados da Carolina do Norte e da Carolina do Sul, já que o parque fica em cima da fronteira entre os dois estados. Além da Fury 325, são destaques as montanhas-russas Thunder Striker, Copperhead Strike e Nighthawk. Infelizmente, o conforto de algumas atrações deixou a desejar e algumas montanhas-russas operavam apenas com um trem.



#06 Knott's Berry Farm (Los Angeles, Califórnia)

Para mim, o Knott’s Berry Farm é a junção de tudo que deu certo em parques temáticos. O primeiro parque temático do mundo reúne temática, radicalidade e magia em um só lugar, sendo um espaço em que toda família realmente se diverte, independente do gosto e da coragem dos integrantes. O parque é muito fofo, e a turma do Snoopy deixa tudo ainda mais lúdico! Só não ficou em posições mais acima porque algumas atrações já são datadas ou não tão emocionantes (e a concorrência estava forte demais!).



#05 Kings Island (Cincinnati, Ohio)

Dono de consecutivos prêmios, entre eles, a melhor área infantil do mundo e melhor nova atração, o Kings Island continua a se reinventar todos os anos com atrações de altíssima qualidade, como as montanhas-russas Orion, Diamondback e Mystic Timbers. Além das 15 montanhas-russas, o parque tem bons brinquedos familiares e infantis, porém carece de algo mais ousado para quem não tem tanta coragem assim. Outro destaque são as operações do parque, muito rápidas.



#04 Magic Mountain (Los Angeles, Califórnia)

Pela quantidade de montanhas-russas, que hoje é o maior número do mundo (20!), o Six Flags Magic Mountain poderia facilmente estar no TOP 10. Montanhas-russas como a X2, Tatsu, Twisted Colossus, Goliath, West Coast Racers, Viper e Riddler’s Revenge são perfeitas, e oferecem uma experiência de total radicalidade. Entretanto, o parque tem operações muito ruins, em que raramente consegue pegar todas as montanhas-russas funcionando em um único dia. Fora isso, pode ser um parque difícil de visitar ao constante calor e colinas inclinadas, exigindo bastante condicionamento físico.



#03 Great America (Chicago, Illinois)

Depois do Six Flags Fiesta Texas, esse é o Six Flags mais bem conservado e tematizado. Ter um dia no Six Flags Great America é uma delícia, especialmente pelo alto astral do parque e a qualidade das montanhas-russas e outras atrações, que abrangem todas as idades e gostos. Seu maior destaque é a Maxx Force, montanha-russa com lançamento de ar comprimido, que te leva de 0 a 125 km/h em apenas 1,8 segundos, sendo o mais forte do mundo. A Maxx Force está entre as melhores montanhas-russas que eu já fui na minha vida!



#02 Great Adventure (Jackson, Nova Jersey)

O Six Flags Great Adventure ficou por muito pouco na frente do Six Flags Great America! Apesar de não ter o mesmo nível de tematização que seu parque-irmão, o Great Adventure tem uma coleção invejável de montanhas-russas, com a montanha-russa mais alta do mundo, Kingda Ka, e uma das melhores montanhas-russas de madeira do mundo, El Toro, sendo os grandes destaques. Além disso, é o segundo maior parque temático do mundo, tendo em sua área um enorme safari e um parque aquático com toboáguas recordistas.



#01 Cedar Point (Sandusky, Ohio)

Imaginem um parque gigantesco em uma península à beira de um dos maiores lagos do mundo contendo o quadro de montanhas-russas de maior qualidade do país, além de inúmeras atrações familiares e infantis? Esse sonho é o Cedar Point, um parque de diversões que ultrapassa os limites do lúdico e da adrenalina. De proporções gigantescas, o parque diverte todo mundo (de bebês à terceira idade) e tem atrações de extremo destaque como a Maverick, Steel Vengeance, Millennium Force, Top Thrill 2, Gatekeeper, Rougarou e Magnum XL-200. Oferece alimentação de todas as formas, além de oferecer shows e encontro com os personagens super fofos da turma do Snoopy. Creio que é muito difícil outro parque nos Estados Unidos chegar ao nível de serviço e excelência do Cedar Point.



E SIX FLAGS NO BRASIL?

A chances de termos um Six Flags no Brasil estão cada vez mais baixas, visto que o real continua se enfraquecendo perante ao dólar, e os executivos da Cedar Fair, que assumirão em maioria a nova empresa Six Flags, são conhecidos por serem bastante cautelosos em relação à novos investimentos fora da América do Norte. Para um parque desse porte ser construído por aqui, precisaríamos de um bom investidor brasileiro, com enorme porte de dinheiro disposto a investir para construção, operação e manutenção de um Six Flags brazuca. Enquanto isso não acontece, a maneira mais fácil de se visitar um Six Flags é viajando para a Cidade do México e ir no Six Flags México!

bottom of page