top of page

VEJA TODOS OS MEUS
DIÁRIOS DE VIAGEM

Registrei cada passo das minhas viagens em um grande relato - cada viagem tem um nome especial!

Carowinds


Alguns parques temáticos se tornam nossos sonhos por conta de atrações específicas, outros por conta de um conjunto completo, e outros porque tem características únicas. O Carowinds reúne tudo isso em um espaço incrível de diversão, dividido entre dois estados: a Carolina do Norte e a Carolina do Sul. Sabe o melhor? Tem uma montanha-russa gigante que atravessa as fronteiras estaduais várias vezes.

Carowinds

A ansiedade para estar no Carowinds era tanta que a todo momento eu colocava a cara para fora do carro para ver se eu via algum sinal da Fury 325, a maior montanha-russa em altura com subida de corrente do mundo. O Carowinds fica em Charlotte, Carolina do Norte e em Fort Mill, Carolina do Sul. Chegar nele é muito simples vindo do Aeroporto Internacional de Charlotte (CLT).

Carowinds - North Carolina and South Carolina sign

Quando chegamos ao Carowinds, eu já estava tirando foto da Fury 325 do carro! Tirava foto de tudo: do trem passando por debaixo da passarela de entrada, dos portões… A fila para entrar era imensa, senão teria tirado foto também do letreiro! Mas, passamos pelas catracas de forma bem rápida, com os nossos Season Pass em mãos. Saímos em disparada pela direita e chegamos até a Fury 325.

O 325 significa a altura que essa monstra chega: 325 pés ou 99 metros. Depois de uma fila de 25 minutos, finalmente encaramos a Fury - foram 2 km de montanha-russa percorrido a 152 km/h em colinas de airtime absurdas e com forças G bastante tranquilas. A Fury é como se fosse um tapete voador em alta velocidade, sendo uma experiência bastante agradável e emocionante. Confesso que eu esperava algo mais “porreta” e intenso, mas essa não é uma característica das montanhas-russas da fabricante dela. Poderia repetir a Fury 325 várias vezes, sem cansar.

Fury 325, Carowinds
Fury 325, Carowinds
Fury 325, Carowinds
Foram necessárias 3 fotos para pegar a Fury 325 por inteiro!
Fury 325, Carowinds
Já pensou como é subir 99 metros?
Fury 325, Carowinds
Colina absurda de "airtime" (levitação do banco) na Fury 325
Fury 325, Carowinds
O topo de milhões de metros!

Do ladinho dela fica a Hurler, uma montanha-russa de madeira idêntica à Thunder Run do Kentucky Kingdom. Ela tremia menos, sendo uma experiência bastante sólida para uma de madeira. Confesso que o Carowinds merece uma conversão dela para o formato híbrido, mesmo sendo a única de madeira disponível para adultos no parque. Quem tremia para valer era a Carolina Goldrusher, uma montanha-russa com temática de mina do ano de 1973! Torno a dizer: se divertir nos anos 70 era doloroso!

Hurler, Carowinds
Hurler, Carowinds
Hurler
Carolina Goldrusher, Carowinds
Carolina Goldrusher, Carowinds
Carolina Goldrusher

Matei as saudades da Star Mountain no Beto Carrero World na Carolina Cyclone, uma montanha-russa feita especialmente para o Carowinds. A Cyclone é um pouco menor que a Star, mas ela tem loop duplo, além dos dois parafusos. De todas desse modelo que já andei, a Cyclone foi uma das mais confortáveis, e o airtime dela é bem legal! Não é à toa que ela tem muitos fãs.

Carolina Cyclone, Carowinds
Carolina Cyclone
Carolina Cyclone, Carowinds
Carolina Cyclone, Carowinds
Repare na plaquinha mostrando a direção da capital de cada estado!

Como o dia estava muito quente, e estávamos morrendo de fome, nos dirigimos a um local maravilhoso com ar condicionado cheio de opções diferentes para comer. Depois de um delicioso poke, me senti pronto para encarar a Intimidator, “apenas” 30 metros menor que a Fury 325. Por incrível que pareça, eu senti a Intimidator muito mais “porreta” que a Fury 325, especialmente pela natureza do percurso dela. As colinas são mais estreitas e “pontudas” que as da Fury, o que causa um airtime maior. Particularmente, eu gostei mais da Intimidator.

Intimidator, Carowinds
Intimidator, Carowinds
Intimidator, Carowinds
Intimidator, Carowinds

As filas no Carowinds estavam nos castigando, e eu tive que colocar em prática toda a minha vivência em parques para poder traçar um plano em que poderíamos andar em todas. Decidi que iríamos logo à Nighthawk, porque ela era uma montanha-russa que dava bastante parada técnica e um modelo raro no mundo, então não queria arriscar ficar sem andar nela. O plano deu certo: deitamos no trem (!) e seguimos por um percurso de intensas forças G, curvas que nos faziam por cima das copas das árvores, e inversões alucinantes. Apesar da brutalidade das travas, não foi uma experiência tão desconfortável.

Nighthawk, Carowinds
Todos os passageiros da Nighthawk estão deitados!
Nighthawk, Carowinds
Nighthawk, Carowinds
Nighthawk, Carowinds

A área infantil do Carowinds é o Camp Snoopy, lotado de brinquedos populares para crianças e tematizada de acordo como um grande acampamento na floresta. É a melhor área do parque para andar, principalmente pelas inúmeras sombras das árvores. Um dos grandes destaques do Camp Snoopy são as lojas, lotadas de muitos souvenires diferentes do beagle mais charmoso do planeta! Foi lá que eu comprei a minha camisa do Charlie Brown!

Camp Snoopy, Carowinds
Camp Snoopy, Carowinds
Camp Snoopy, Carowinds
Camp Snoopy, Carowinds

No fundo do parque, fica a montanha-russa invertida Afterburn. Seu tema são os aviões de guerra estadunidenses, e seu percurso faz jus a radicalidade que era andar em uma dessas máquinas do céu. Suas inversões são bem fortes, e tem vários pontos de “hit-n-miss”, em que o trem passa muito perto dos cenários e das árvores. A Afterburn é uma das melhores montanhas-russas do Carowinds, e uma das melhores invertidas dos Estados Unidos.

Afterburn, Carowinds
Afterburn, Carowinds
Afterburn, Carowinds
A Afterburn terá uma cápsula do tempo que será aberta no aniversário de 40 anos da montanha-russa!

A próxima parada foi na montanha-russa que mais tinha curiosidade de ir em todo o Carowinds: Copperhead Strike. Ela pode parecer pequena do lado de fora, mas a Copperhead é uma verdadeira máquina de adrenalina! Seu percurso cheio de curvas e surpresas te deixa eufórico em poucos segundos. Para começar, logo na saída da estação, você já fica de cabeça para baixo e em seguida já é lançado a 80 km/h! Depois, são cinco vezes de cabeça para baixo em quase 1 km de montanha-russa. Simplesmente amei! A Copperhead Strike me lembrou uma “mini Maverick (do Cedar Point)” por ter tudo que gosto: airtime, inversões, velocidade, lançamento e intensidade.

Copperhead Strike, Carowinds
Repare a inversão logo após a saída da estação no fundo da foto!
Copperhead Strike, Carowinds
Copperhead Strike, Carowinds
Copperhead Strike, Carowinds
Carowinds
Mountain Gliders

Faltavam poucas montanhas-russas, mas o tempo estava ficando apertado. Admito que fomos “imprudentes” em dar mais de 3 voltas na Copperhead Strike, mas não tinha como não repeti-la. Corremos para a Vortex, uma montanha-russa em que você vai em pé no trem! Ela é bem pequenina, mas dá um bom frio na barriga e não treme tanto.

Vortex, Carowinds
Vortex, Carowinds
As pessoas estão em pé! Repare como é o assento especial dessas montanhas-russas!

Aproveitamos que estávamos ali perto e fomos logo na Ricochet, uma montanha-russa giratória familiar. Para quem gosta de girar e dar cambalhotas alucinadamente, o Electro-Spin faz um excelente trabalho! Uma das coisas que mais gostei de ver nos visitantes do Carowinds é que todo mundo é muito radical! A fila do Ripcord, skycoaster semelhante ao Hadikali do Hopi Hari, estava muito grande!

Ricochet, Carowinds
Ricochet
Ripcord, Carowinds
Ripcord
Electrospin, Carowinds
Electrospin

As últimas duas horas no Carowinds foram corridas, mas foram inesquecíveis. Saindo da Ricochet, pegamos a Flying Cobras sem fila. O trem dessa montanha-russa boomerang estava novinho, o que nos permitiu curtir uma boa experiência. Tínhamos tempo para fazer alguns brinquedos radicais, mas decidimos repetir a Intimidator e Fury 325, à noite. Eu tenho certeza que você também escolheria por isso. Pouco antes da queima de fogos, conseguimos ser os últimos passageiros da Kiddy Hawk, uma montanha-russa familiar suspensa e em que tivemos uma experiência terrível devido aos constantes chacoalhões.

Flying Cobras, Carowinds
Flying Cobras
Kiddy Hawk, Carowinds
Kiddy Hawk
Carowinds, Carowinds
Fury 325 à noite - repare o gigantesco sabre de luz verde que se torna a subida!
Intimidator à noite - repare no gigantesco sabre de luz vermelho que se torna a subida!

Porém, assim que saímos, ouvimos os rojões no céu. Lindos fogos de artifício iluminaram os céus de Charlotte e Fort Mill, proporcionando uma conclusão épica a um dia épico. Ainda conseguimos ver o parque iluminado durante à noite, e como estava nas festividades do evento Grand Carnivale, que homenageava o Carnaval, abusaram de cores vivas para iluminar os prédios da Main Street.

Fireworks, Carowinds
Fireworks, Carowinds
Carowinds

Falo sem medo de errar que o Carowinds tem uma das melhores coleções de montanha-russa de todos os Estados Unidos e que merece ter seu lugar de destaque sempre. A espera de muitos anos para chegar em Charlotte e correr para o Carowinds foi compensada com aula de diversão e adrenalina dada pelas suas atrações incríveis. O quanto fui feliz nesse parque foi marcado em dois estados: na Carolina do Norte e na Carolina do Sul.


--- Perguntas frequentes:

 

Onde fica o Carowinds?

O parque temático Carowinds fica em Charlotte, Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

 

Como chegar no Carowinds?

O aeroporto mais perto do Carowinds é o Aeroporto Internacional de Charlotte (CLT). Para chegar ao parque de qualquer ponto da cidade, use carro ou Uber.

 

Quais são as melhores atrações do Carowinds?

Fury 325, Copperhead Strike e Intimidator.

 

Quais são os melhores meses para visitar o Carowinds?

Abril a Junho e Setembro a Novembro.

 

Qual é a melhor ordem para fazer as atrações e brinquedos do Carowinds?

Fury 325 / Nighthawk / Intimidator / Copperhead Strike / Hurler / Carolina Cyclone / Ricochet / Vortex / Afterburn / Flying Cobras / Carolina Goldrusher / Electrospin / Drop Tower / Kiddyhawk

 

Qual é a melhor dica para o Carowinds?

Não deixe de ir na Fury 325 durante a manhã no assento da frente, logo que o parque abre, e à noite, no último assento, faltando poucos minutos para a fila fechar. Serão experiências completamente diferentes!

 

Que tipos de comida estão disponíveis no Carowinds?

Fast-food americano e italiano.

 

Quanto custa o Carowinds?

O passaporte de 1 dia é aproximadamente 45 dólares americanos (R$ 250). Caso você vá mais de um dia, considere a compra do Season Pass, que sai mais em conta. Pagando um valor por mês, você pode visitar quantas vezes quiser! Se estiver planejando visitar outros parques da Cedar Fair na mesma viagem, considere a compra do Season Pass Platinum!

 

Qual é a duração das filas no Carowinds?

Moderadas (-60min) a intensas (+60min).

 

Qual é o site do Carowinds?

83 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


StormRunner.jpg

SE SENTIU INSPIRADO? VAMOS VIAJAR!

Conheça nossa agência de viagens!

Na Scream!, você encontra a forma que mais se adequa para você viajar: seja de excursão ou comprando um pacote! Te falei que dá para montar seu próprio pacote e comprar ingressos para os melhores parques espalhados pelo mundo? Ah, tem mais! Dá para você ter seu próprio roteiro personalizado!

bottom of page