top of page

VEJA TODOS OS MEUS
DIÁRIOS DE VIAGEM

Registrei cada passo das minhas viagens em um grande relato - cada viagem tem um nome especial!

Playcity

Atualizado: 15 de ago. de 2022

Por muitos anos, Niterói, no Rio de Janeiro, não recebia um parque de diversões. A espera da população valeu à pena com a chegada do Playcity, em março de 2013. Instalado no terreno vizinho ao Terminal de Ônibus da cidade, o sucesso foi certo. No mês de maio, em 2015, o Playcity voltou à Niterói, com brinquedos diferentes.

O parque abria às 17h (fechando às 23h), e o público ainda estava muito tímido. Poucas pessoas rodeavam os brinquedos, fazendo com que muitos só funcionassem depois que um certo número de visitantes chegasse. A variedade era grande, com destaque para os brinquedos infantis, constituídos pelos tradicionais carrosséis, trenzinhos e a montanha-russa infantil Happy Mountain.

O lúdico ambiente do Playcity se formava com pinturas lembrando os desenhos da Disney por todo parque, além de postes de luz clássicos, lixeiras tematizadas e estátuas do mascote da rede posicionadas por todo o parque. O problema da falta de sombras em 2013 foi corrigido na temporada de 2015, através da área coberta da praça de alimentação.

Em 2013, o Playcity trouxe atrações já conhecidas do saudoso público niteroiense, como o Kamikaze, Crazy Dance, Samba e a montanha-russa Galaxy. Além dessas, os visitantes que à medida que ia escurecendo, iam chegando, puderam curtir um Music Express bem rápido, que ia para frente e de costas. Tanto em 2013 quanto em 2015, o Crazy Dance, o Samba e o Swing Dance, grande disco inclinado que gira em alta velocidade, marcaram presença. Já a montanha-russa de 2015 foi a Galaxy Looping.

Em 2013, como alternativa aos brinquedos mais intensos, a fun-house American Show e o Bate-Bate conseguiam dar conta do recado. Já em 2015, o trem-fantasma Dark Ride substituiu o American Show, onde muitos perdiam a sensação de firmeza ao andar pelos seus labirintos, já que muitas ilusões de óticas e obstáculos que se moviam eram impostos.

Na temporada de 2013, a estrela do parque era o Evolution. Apesar de não ser novidade na história dos parques de diversões itinerantes que já vieram na cidade há muitos anos atrás, muitos adolescentes e adultos nunca tiveram a oportunidade de ver Niterói pelos ângulos que a atração proporciona. Em 2015, quem cumpriu a função de estrela do parque foi o Inversion 360°, brinquedo radical com brinquedos semelhantes ao Evolution, porém de altura mais baixa e com as cadeiras voltadas para dentro.

A Astro Wheel, presente em 2015, permitia o visitante ter uma visão ampla do Centro de Niterói de seu topo, porém ela não se trata de uma roda-gigante comum. O brinquedo gira em alta velocidade o tempo todo, podendo causar muitos enjoos. Destaque para ambos os anos, quando o parque não teve problema algum com a iluminação, conservação e pintura da maioria de seus brinquedos. Vale ressaltar também que o parque não apoiava seus brinquedos em pedaços de madeira, e sim, concreto.

O Playcity trouxe uma praça de alimentação com bastante opções de lanches, mas as opções de acomodação não eram muitas, fazendo os visitantes comerem em pé à medida que o parque enchia. Os preços, assim como o do passaporte (R$40), não eram inflados, sendo bastante acessíveis. A qualidade, como de praxe em parques itinerantes, não era das melhores, mas não foi observado falta de higiene.

As filas nas horas finais da noite estavam bem grandes, com uma duração próxima de 30 minutos. Caso o visitante não chegasse logo na abertura do parque, era impossível aproveitar tudo que o parque tinha para oferecer. O parque também sofria com a má educação, má vontade e desrespeito dos operadores da maioria dos brinquedos, que apesar de tocarem muita música, não tinha nenhuma animação gerada por quem os comandava.

Para uma cidade carente de parques de diversões por tanto tempo, o Playcity cumpriu mais do que bem seu papel em suas duas temporadas. Apesar de alguns problemas pontuais que precisam ser resolvidos em relação a infraestrutura do parque, eles não comprometem para valer a diversão e os sorrisos de quem o visita.


---

Resumão do Playcity:

Alimentação: Fast-food e doces.

Dica campeã: A partir das 18h é sempre mais divertido! O parque já está um pouco mais cheinho nesse horário, dessa forma não é necessário esperar muito para encher as atrações.

Filas: tranquilas (-30 min).

Melhores atrações: Evolution, Kamikaze e Inversion 360.

Melhores meses para visitar: Todos.

Por onde costumar estar: Estado do Espírito Santo e Estado do Rio de Janeiro.

Preço: R$ 49,90

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


StormRunner.jpg

SE SENTIU INSPIRADO? VAMOS VIAJAR!

Conheça nossa agência de viagens!

Na Scream!, você encontra a forma que mais se adequa para você viajar: seja de excursão ou comprando um pacote! Te falei que dá para montar seu próprio pacote e comprar ingressos para os melhores parques espalhados pelo mundo? Ah, tem mais! Dá para você ter seu próprio roteiro personalizado!

bottom of page