top of page

VEJA TODOS OS MEUS
DIÁRIOS DE VIAGEM

Registrei cada passo das minhas viagens em um grande relato - cada viagem tem um nome especial!

Busch Gardens Williamsburg


Um dos momentos que mais gosto na vida é quando uma outra pessoa se surpreende com algo que eu conto. A sensação de trazer algo novo é ótima, afinal, o conhecimento precisa ser compartilhado! Me lembro que, no começo da minha exploração para conhecer outros parques temáticos do mundo, fiquei radiante ao saber que não existia somente o Busch Gardens de Tampa. Em Tampa, o parque é totalmente tematizado com o continente africano, mas, um pouco mais ao norte, no estado da Virgínia, foi construído um segundo Busch Gardens - homenageando o continente europeu. Um parque impecável e eleito muitas vezes como o parque temático mais lindo do mundo!

Busch Gardens Williamsburg entrance

O Busch Gardens Williamsburg fica numa área preservada, imprensado por dois grandes rios. A chegada ao parque já faz você pensar que está entrando em uma floresta europeia! Toda arquitetura remete às construções históricas europeias do campo com as bandeiras dos países homenageados pelo parque espalhadas por todos os lugares. A impressão inicial é que você foi teletransportado dos Estados Unidos para o Velho Continente!

Busch Gardens Williamsburg entrance
Busch Gardens Williamsburg entrance
Busch Gardens Williamsburg entrance

A aventura no continente europeu começa numa vila charmosa do interior do Reino Unido - onde você pode encontrar o maior teatro do parque, o Globe Theatre; a maior loja de lembrancinhas, a Emporium, e lanchonetes que vendem as delícias salgadas (como o Fish’n’Chips) e doces (como sorvetes com sabores únicos!) da ilha da Grã-Bretanha. Não deixe de tirar foto na Clock Tower!

England, Busch Gardens Williamsburg
England, Busch Gardens Williamsburg
England, Busch Gardens Williamsburg

Assim como seu irmão na Flórida, a principal característica do Busch Gardens Williamsburg são as montanhas-russas! Segui pela esquerda para chegar na Itália, que concentra três delas. A primeira que fomos foi a Tempesto, uma máquina de múltiplos lançamentos que alcança a velocidade máxima de 100 km/h, mas que faz uma inversão em baixa velocidade em seu ponto mais alto!

Tempesto, Busch Gardens Williamsburg

Não foi preciso muito para encontrar qual seria a minha favorita do parque. Atrás da Tempesto, uma monstra roxo chamada Apollo’s Chariot levava quem tinha coragem de encará-la para um percurso na floresta, com uma primeira queda de 65 metros e 8 colinas gigantescas de airtime (a sensação de levitar do banco) MUITO poderoso! Juro que se não tivesse ainda um parque inteiro para explorar, eu teria ficado entrando e saindo da Apollo’s Chariot durante todo o dia!

Apollo's Chariot, Busch Gardens Williamsburg
Apollo's Chariot, Busch Gardens Williamsburg
A Apollo's Chariot tem seu percurso rodeado de árvores! Só consegui tirar foto dela até aqui!

A terceira montanha-russa da Itália ainda não havia sido inaugurada, mas eu tenho certeza que ela deve ser de arrancar o coração da boca! Homenageando os deuses romanos, a Pantheon tem vários elementos incríveis - duplo lançamento, espigão em que o trem volta de costas, inversão de gravidade zero, colina extrema de airtime e uma inversão em formato de U invertido! LOUCURA!

Pantheon, Busch Gardens Williamsburg
Pantheon, Busch Gardens Williamsburg
Pantheon, Busch Gardens Williamsburg
Como queria ter entrado nesse trem!

A Itália é ótima também para aproveitar outros tipos de brinquedos, como o musik express Tradewinds, as xícaras malucas do Turkish Delight, e as atrações do Jardim dos Inventores: um brinquedo maluco chamado Flying Machine que vai girar você para todos os lados; um barco pirata que vai muito alto chamado The Battering Ram, e mais dois brinquedos infantis: um carrossel de balões chamado The Little Balloons e um carrossel de aviões chamado The Little Gliders.

Turkish Delight, Busch Gardens Williamsburg
Turkish Delight
Tradewinds, Busch Gardens Williamsburg
Tradewinds

Para quem gosta de se molhar bastante, o Escape from Pompeii é uma excelente opção! Confesso que não vou muito em splashs gigantes, mas a grandiosidade desse brinquedo me chamou tanta atenção que não tinha como a minha curiosidade não ser saciada para saber como era! Não me decepcionei: depois da subida, você tem contato com a destruição de Pompéia pelo Vesúvio, em um show de efeitos especiais!

Escape from Pompeii, Busch Gardens Williamsburg

As construções do Busch Gardens Williamsburg são muito belas, e o trabalho feito na Praça de Marco Polo é de encantar! Esse pequeno bairro italiano trás um dos maiores restaurantes fast-food do parque, sendo uma ótima pedida para o almoço. Além disso, o lugar tem uma pequena praça para shows, com o melhor da música italiana! Depois do almoço você ainda pode pegar um gelato italiano autêntico na Gelato de San Marco! Mas, o que me deixou mesmo boquiaberto foram as vistas para a reserva ambiental do Busch Gardens na ponte que separa Itália e Alemanha.

Verbolten, Busch Gardens Williamsburg
Pega a vista!
Verbolten, Busch Gardens Williamsburg

Atravessando a ponte, chega-se à Alemanha, e a primeira atração que bate nos seus olhos é a queda da Verbolten - uma montanha-russa inspirada nas famosas rodovias alemãs Autobahn. Entre no carro e parta em uma viagem tranquila até ser atingido por um raio e cair na Black Forest, uma floresta do sul alemão cheia de segredos sobrenaturais. A experiência na Verbolten é perfeita e muito divertida, e o seu principal destaque é algo que acontece dentro do Black Forest - você vai sentir um frio na barriga absurdo ao sentir o trem cair em queda livre! SIM, QUEDA LIVRE!

Verbolten, Busch Gardens Williamsburg
Verbolten, Busch Gardens Williamsburg
A fila da Verbolten é 100% imersiva!
Verbolten, Busch Gardens Williamsburg
Esse trem é muito lindo!
Verbolten, Busch Gardens Williamsburg
Acho que bati o carro...
Verbolten, Busch Gardens Williamsburg
Essa queda é uma DELÍCIA!

Por falar em queda livre, a torre Mäch Tower é perfeita para isso! São 75 metros de altura com uma visão maravilhosa do Busch Gardens Williamsburg lá de cima! A queda é super confortável, fazendo a Mäch Tower uma das melhores experiências em torres de queda livre que tive na vida! Ao redor da torre, temos o chapéu mexicano Der Wirbelwind e o bate-bate Der Autobahn. Inclusive, na Alemanha do Busch Gardens tem Oktoberfest o ano todo! O restaurante Festhaus é o maior do parque, tem comida e bebida alemã de ótima qualidade e apresentações culturais alemãs lindas demais!

Mach Tower, Busch Gardens Williamsburg
Mach Tower
Der Wirbelrwind, Busch Gardens Williamsburg
Der Wirbelrwind
DarKastle, Busch Gardens Williamsburg
Rumores que esse castelo abrigará uma montanha-russa em breve...
Festhaus, Busch Gardens Williamsburg

Passando por um caminho lindo tomado por árvores, chegamos em uma vila germânica de ski, com arquitetura típica do interior nos alpes alemães. A região tem lojas incríveis, como a German Gifts, que tem muitas peças de decoração bavárias, enfeites de Natal, e artesanato fino! As crianças podem se divertir no Kinder Karussel e no imenso playground Land of the Dragons, além de tomar muito sorvete alemão na Wilkommenhaus!

Germany, Busch Gardens Williamsburg
Germany, Busch Gardens Williamsburg
Germany, Busch Gardens Williamsburg
Germany, Busch Gardens Williamsburg
Germany, Busch Gardens Williamsburg
O prédio da soverteria é lindo demais!
Germany, Busch Gardens Williamsburg
Detalhes!
Land of the Dragons, Busch Gardens Williamsburg
Land of the Dragons

Se você explorar com atenção o vilarejo, você achará a entrada da Alpengeist, uma gigantesca montanha-russa invertida de 60 metros de altura, seis inversões, velocidade de 107 km/h e uma sensacional duração de mais de 3 minutos! Pegue carona com o Fantasma dos Alpes e passe por inversões super intensas, quedas sobre o Rhine River e curvas muito fechadas/inclinadas. Confortável, radical e suave, a Alpengeist tornou-se uma das minhas montanhas-russas invertidas favoritas! Quem sabe eu até tome gosto por esquiar?

Alpengeist, Busch Gardens Williamsburg
Siga as placas para esquiar!
Alpengeist, Busch Gardens Williamsburg
Alpengeist, Busch Gardens Williamsburg
Mais detalhes - os assentos da Alpengeist são decorados com esquis!
Alpengeist, Busch Gardens Williamsburg
Alpengeist, Busch Gardens Williamsburg

Atravessando mais uma ponte, vemos uma arquitetura de madeira presente em todos os prédios ao redor. Estamos em New France, uma homenagem do Busch Gardens às colônias francesas no Canadá. A principal atração da área é a montanha-russa de madeira InvadR, que simboliza os vikings que tentaram conquistar a nova região colonizada da França. A InvadR é uma atração bastante familiar, com zero chances de ser considerada algo radical. Todas as quedas e curvas são bem tranquilas, com pouco airtime.

New France, Busch Gardens Williamsburg
New France, Busch Gardens Williamsburg
Invadr, Busch Gardens Williamsburg
Invadr
Invadr, Busch Gardens Williamsburg
Invadr, Busch Gardens Williamsburg

Entrelaçado com os trilhos da Invadr, o canal de troncos Le Scoot molha bastante, principalmente em sua queda final! Para secar, uma ótima pedida é o brinquedo giratório Le Catapult, um clássico dos parques de diversões. Em New France, a dica de alimentação é o churrasco da Trappers Smokehouse, que mistura a culinária canadense com o preparo da carne francês. Depois de comer, aconselho entrar na Caribou Train Station e dar um rolê na locomotiva histórica alemã do Busch Gardens.

Le Scoot, Busch Gardens Williamsburg
Le Scoot
Le Catapult, Busch Gardens Williamsburg
Le Catapult
Train, Busch Gardens Williamsburg

Como um bom turismólogo, não pude deixar de notar os prédios da Belle Époque francesa ao redor da Griffon, a montanha-russa de mergulho do Busch Gardens Williamsburg. Duas vezes mais radical que a Sheikra do Busch Gardens Tampa, a Griffon tem 63 metros de altura, alcançando quase 115 km/h após sua queda de 90º! Mas o melhor de tudo mesmo é que a Griffon fica DUAS vezes de cabeça para baixo antes de cair num delicioso splash! Simplesmente perfeita!

France, Busch Gardens Williamsburg
France, Busch Gardens Williamsburg
France, Busch Gardens Williamsburg
France, Busch Gardens Williamsburg
Griffon, Busch Gardens Williamsburg
Griffon, Busch Gardens Williamsburg
Griffon, Busch Gardens Williamsburg
Griffon, Busch Gardens Williamsburg
Griffon, Busch Gardens Williamsburg

O próximo país é a Irlanda, onde a principal atração é o balanço gigante Finnegan’s Flyer. Esse brinquedo foi colocado à beira do rio, e quando você alcança o topo mais alto do balanço, é uma ótima queda, cheia de frio na barriga, com visão para água! Outro destaque da Irlanda é o Grogan's Pub, um bar autêntico irlandês, e o Wolf’s Haven, um santuário de lobos (disponível somente no inverno).

Ireland, Busch Gardens Williamsburg
Finnegan's Flyer, Busch Gardens Williamsburg
Ireland, Busch Gardens Williamsburg
Ireland, Busch Gardens Williamsburg
Ireland, Busch Gardens Williamsburg
Ireland, Busch Gardens Williamsburg
Ireland, Busch Gardens Williamsburg
Ireland, Busch Gardens Williamsburg
As águias possuem um santuário na área da Irlanda!
Ireland, Busch Gardens Williamsburg

Poucas montanhas-russas no mundo podem se gabar do status de “lendária” - somente aquelas que foram um marco importante para a indústria, ou possuem longos anos de operação, ou tem um percurso memorável que impactou todos podem ser consideradas verdadeiras lendas da engenharia. O Busch Gardens Williamsburg usou uma lenda para tematizar outra lenda: a montanha-russa Loch Ness Monster.

Loch Ness Monster, Busch Gardens Williamsburg
Loch Ness Monster, Busch Gardens Williamsburg
Placa histórica da Loch Ness Monster
Loch Ness Monster, Busch Gardens Williamsburg
Você tem o necessário para caçar o Nessie?
Loch Ness Monster, Busch Gardens Williamsburg

O parque recriou uma pequena vila escocesa à beira do lago Ness para ambientar os visitantes na busca pelo Monstro do Lago Ness, uma criatura já retratada de diversas formas por diferentes pessoas. No Busch Gardens, ele é uma montanha-russa de 1978 com um elemento sensacional: dois loops entrelaçados! Você é sujeito a 3,5 vezes a força da gravidade em um percurso que faz o trem alcançar quase 100 km/h!

Loch Ness Monster, Busch Gardens Williamsburg
Loch Ness Monster
Loch Ness Monster, Busch Gardens Williamsburg

Apesar da experiência na Loch Ness Monster ser bastante desconfortável, já que a montanha-russa treme durante todo o tempo, fiquei muito feliz em poder andar nessa peça histórica tão importante para o planejamento de novas montanhas-russas ainda mais radicais e emblemáticas. Uma honra ter a Loch Ness Monster como a última montanha-russa da 2021 All the Bright Parks Tour - um encerramento com chave de ouro!

Loch Ness Monster, Busch Gardens Williamsburg
Para sempre, viciado em montanha-russa!

No fim do dia, um temporal caiu e fomos embora de alma lavada (literalmente!) do Busch Gardens. O dia foi excelente, sem muitas filas, e você, leitor, deve ter visto nas fotos porque ele é considerado um dos parques mais lindos do mundo! Sei que você pode estar se perguntando se ele é melhor ou pior que o de Tampa… Direi que é apenas diferente! Tudo foi feito para você ter uma experiência completamente distinta (e europeia) e é isso o maior triunfo do Busch Gardens Williamsburg!


Espero que você tenha ficado surpreso ao saber que existe outro Busch Gardens!


---

Perguntas frequentes:

 

Onde fica o Busch Gardens Williamsburg?

O Busch Gardens Williamsburg fica em Williamsburg, perto de Richmond e Norfolk, Virgínia, Estados Unidos.

 

Como chegar no Busch Gardens Williamsburg?

O aeroporto mais perto do Busch Gardens Williamsburg é o aeroporto da cidade de Richmond (RIC). A melhor maneira de chegar saindo do centro de Richmond é indo de carro, com a duração da viagem sendo de 1 hora. Saindo do National Mall, na capital Washington, a duração da viagem é de 2 horas e 30 minutos.

 

Quais são as melhores atrações do Busch Gardens Williamsburg?

Pantheon, Apollo’s Chariot e Alpengeist.

 

Quais são os melhores meses para visitar o Busch Gardens Williamsburg?

Abril a Junho e Setembro a Novembro

 

Qual é a melhor ordem para fazer as atrações e brinquedos do Busch Gardens Williamsburg?

Pantheon / Tempesto / Apollo’s Chariot / Verbolten / Mach Tower / Alpengeist / Invadr / Griffon / Loch Ness Monster / Escape from Pompeii / Skyride / Tradewinds / Train

 

Qual é a melhor dica para o Busch Gardens Williamsburg?

Chegue cedo e concentre-se em ir para esquerda, em direção à área temática da Itália. A Tempesto e a Pantheon possuem uma capacidade por hora inferior às outras montanhas-russas, então aproveite para ir nelas logo cedo!

 

Que tipos de comida estão disponíveis no Busch Gardens Williamsburg?

Culinária europeia. Cada área do parque oferece um menu especial de acordo com o país homenageado. Poderia falar para você comer no país que mais a culinária te apetece, porém, em um lugar tão especial assim, com tantas culinárias diferentes juntas, desafio você a experimentar um pouco de cada!

 

Quanto custa o Busch Gardens Williamsburg?

O passaporte custa aproximadamente USD 85 (R$ 425).

 

Qual é a duração das filas no Busch Gardens Williamsburg?

Moderadas (30 a 60min).

 

Qual é o site do Busch Gardens Williamsburg?

56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


StormRunner.jpg

SE SENTIU INSPIRADO? VAMOS VIAJAR!

Conheça nossa agência de viagens!

Na Scream!, você encontra a forma que mais se adequa para você viajar: seja de excursão ou comprando um pacote! Te falei que dá para montar seu próprio pacote e comprar ingressos para os melhores parques espalhados pelo mundo? Ah, tem mais! Dá para você ter seu próprio roteiro personalizado!

bottom of page