top of page

HEY!

Antes de ler, se você quiser saber mais detalhes de COMO foi o processo de me planejar para viajar e visitar esse parque, não deixe de ler meus diários de viagem. Caso seja muita informação para absorver e você gostaria de ter uma consultoria com roteiro personalizado, não deixe de me chamar no Whatsapp!

Millennium Park

Não existiria motivo para ir à Playland do Shopping Aricanduva e não dar uma passada no Millennium Park, montado em regime de longa temporada. Em sua unidade no maior shopping do país, o parque itinerante contava com duas montanhas-russas e uma boa variedade de brinquedos. Além disso, estava curioso para verificar o Disko, um dos poucos desse tipo no Brasil.

O Millennium é um dos itinerantes mais famosos do Brasil, sendo as regiões da Grande São Paulo e do Litoral Paulista seus principais focos. Na unidade montada no Aricanduva, parecia estar com o seu melhor arsenal de brinquedos, porém ainda inferior à parques da mesma categoria visitado por mim anteriormente, como o Ita Center Park.

Bem na entrada do parque, um Carrossel sem acabamento recebe os visitantes, que ainda tem ao seu redor os jogos clássicos de sorte. Dando um rápido olhar, percebi o Millennium com alguns brinquedos e estruturas brilhantes e conservados, e outros pedindo urgente uma reforma. O ambiente não tinha muito charme, mas oferecia cobertura com bancos para descanso, com alguns quiosques de alimentação de suporte.

Velhos conhecidos de quem vai aos parques de diversão no Brasil, Kamikaze e Crazy Dance marcavam presença, assim como o fortíssimo Music Express e os tradicionais Bate-Bate, Trem Fantasma e Roda-Gigante. Alguns brinquedos infantis também clássicos, como tobogã inflável, a montanha-russa Brucomela, pequenos carrosséis e cama elástica estavam disponíveis para os menores.

A principal montanha-russa do parque era de um modelo sem loop, igual à do Parc Magique. Muito castigada visualmente, o brinquedo também forneceu uma péssima experiência, sendo muito brusco e violento. Não valia repetir a montanha, ao contrário do sensacional Disko. Ele é basicamente um disco gigante que gira em torno de si mesmo enquanto sobe e desce um trilho em formato de U. A melhor sensação da atração é quando está em sua velocidade máxima e alcança suas extremidades, proporcionando a ilusão de ótica de que irá sair do trilho. Há tempos procurava por algo divertido assim!

Em pleno pôr-do-sol, filas era algo que o Millennium não tinha. O médio público conseguia se dispersar de forma muito boa pelos brinquedos. Seu horário de funcionamento (15h às 21h) permitia tranquilamente curtir todos as atrações (em dias de parque cheio, isso foge à regra!) e ainda depois dar uma conferida na Playland. O preço por atração custava R$ 6 e o passaporte R$ 45, bastante justos. A visita ao Millennium foi um bom (e divertido!) aquecimento antes de iniciar a noite no Parque Marisa.


---

Resumão do Millennium Park:

Alimentação: Fast-food e doces.

Dica campeã: A partir das 18h é sempre mais divertido! O parque já está um pouco mais cheinho nesse horário, dessa forma não é necessário esperar muito para encher as atrações.

Filas: tranquilas (-30 min).

Melhores atrações: Crazy Dance, Disko e Montanha-Russa.

Melhores meses para visitar: Todos.

Por onde costumar estar: Estado de São Paulo.

Preço: R$ 7,00 cada atração / R$ 30,00 combos para cinco brinquedos


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια


StormRunner.jpg

SE SENTIU INSPIRADO? VAMOS VIAJAR!

Conheça nossa agência de viagens!

Na Scream!, você encontra a forma que mais se adequa para você viajar: seja de excursão ou comprando um pacote! Te falei que dá para montar seu próprio pacote e comprar ingressos para os melhores parques espalhados pelo mundo? Ah, tem mais! Dá para você ter seu próprio roteiro personalizado!

bottom of page