top of page

VEJA TODOS OS MEUS
DIÁRIOS DE VIAGEM

Registrei cada passo das minhas viagens em um grande relato - cada viagem tem um nome especial!

Six Flags Magic Mountain

"Onde fica a montanha-russa? Qual é a maior? É da hora?" Perguntas assim são comuns na visita a um parque de diversões, seja ele qual for. Alguns possuem apenas uma, ou duas, três, quatro, podendo chegar até sete ou oito. Afinal, quanto mais melhor. Porém, imagine um lugar com DEZENOVE montanhas-russas. Surreal? E se eu te contar que ele realmente existe?

O Six Flags Magic Mountain é o maior parque temático da rede Six Flags e detém o recorde mundial em número de montanhas-russas. São 16 de grande porte e 3 de porte infantil, dos mais variados tipos, fazendo com que nenhuma montanha tenha sensação semelhante à outra. Além disso, o parque oferece outros brinquedos radicais e familiares, além de uma área infantil.

Ao chegar e passar pela revista, os visitantes ficam aglomerados em uma pequena praça que separa as entradas do Magic Mountain e do Hurricane Harbor, parque aquático, a espera da abertura dos portões. Nesse meio tempo, Pernalonga e Patolino ficam tirando foto com os visitantes.

Seu tamanho é imenso, o maior de todos os parques da Califórnia. Ademais, por estar localizado em um terreno montanhoso, o Magic Mountain tem inúmeros desníveis por escadas e rampas, fazendo todo o dia um verdadeiro desafio. Para “completar” a situação, o parque fica bem no meio de um vale com clima desértico, de altas temperaturas e abafado. A ajuda vem de uma lei da Califórnia, que permite o visitante a pedir um copo de água gratuito em qualquer lanchonete ou restaurante.

À esquerda da praça de entrada está a Flash Pass Store, local de comprar o fura-fila, denominado de Flash Pass. Seu funcionamento é um pouco complexo: é dividido entre Regular, Gold e Platinum. É fundamentalmente baseado no sistema de espera virtual, em que o visitante recebe um aparelho digital onde reserva uma atração por vez. Ao chegar o horário marcado, o aparelho vibra, e o visitante pode ir a atração a partir daquele horário. Na opção "Regular", espera-se o tempo da fila normal; na opção "Gold", espera-se o tempo da fila normal reduzido em 50% e na opção "Platinum" espera-se o tempo da fila normal reduzido em 90%. Pode-se repetir as atrações quantas vezes quiser. O Flashpass é pago, custando de acordo com a opção desejada. Vale lembrar que até 6 pessoas podem usufruir juntas do mesmo aparelho.

São tantas montanhas-russas que fica difícil escolher em um primeiro momento, mas é de extrema importância ir direto para a Full Throttle, detentora do recorde de maior loop do mundo. Para passar pelo loop, seu trem é submetido a um lançamento de 112km/h! Dica: o trem, ao passar pelo topo do loop, está em baixíssima velocidade, fazendo o airtime ser MUITO grande. Por ter uma capacidade baixa, sua fila fica grande durante todo o dia, principalmente a noite, devido à "Full Throttle Nights", uma pequena festa com DJ que acontece em frente à montanha-russa.

À esquerda da Full Throttle está o Orient Express, funicular que leva ao topo da colina do Magic Mountain, o Samurai Summit. Nela, duas montanhas-russas estão localizadas: Ninja e Superman: Escape from Krypton. Na primeira todo mundo pode ir: é um delicioso passeio pelas árvores em um trem que balança levemente pros lados ao fazer uma curva.

Já a Superman é a montanha russa mais alta e rápida de toda a Califórnia, sendo seu trem catapultado (de ré!) a 160 km/h para subir uma torre de 126 metros de altura e cair. A fila dessa montanha-russa é muito longa a partir das 11:30, então é imprescindível andar nela pela manhã.

Ao descer o Samurai Summit, logo à direita está a Goldrusher, uma montanha-russa com pequenas quedas e curvas pela colina. Infelizmente, durante todo seu percurso vi pertences que caíram da montanha-russa e nunca foram pegos, causando uma aparência estranha.

A direita da Gold Rusher e em frente está a magnífica Riddler's Revenge, uma montanha-russa cujo trem leva os passageiros em pé, como era na antiga Vortex do California's Great America. Tematizada através do personagem Charada, a Riddler é suave e bastante intensa, sendo uma das melhores experiências do Magic Mountain.

Entre a Riddler e a próxima montanha-russa estava o Justice League: Battle for Metropolis. Já tendo andado nessa atração no Six Flags Great America, não pensava que poderia me surpreender mais com ela... E me surpreendi! Novas cenas para atirar nos vilões foram incluídas, o jogo ficou mais dinâmico e a tecnologia melhorou! Sem dúvida, continua sendo minha atração favorita de tiro em parques de diversões.


Para aproveitar o fundo do Magic Mountain ainda vazio, ande na Apocalypse – uma montanha-russa de madeira desconfortável com quedas fortes e curvas fechadas. Não considere repetir essa montanha-russa pelas fortes dores de cabeça que ela pode causar.

Siga o caminho vermelho em frente à Apocalypse para chegar na Tatsu a maior montanha-russa voadora do mundo em velocidade, altura e extensão. Prepare-se para ver as belas montanhas ao redor do Magic Mountain enquanto o trem faz seu percurso, desorientador e belo. Dica: pode ser também muito interessante deixar para andar na Tatsu ao final do dia, antes ou após a X2.

Além disso, o trem voa pela colina e passa pertíssimo da Revolution, a primeira montanha-russa moderna com loop inaugurada no mundo, em 1976. Às vezes essa montanha-russa opera com óculos de realidade virtual, especialmente em dias de parque cheio.

Bem em frente ao Panda Express está a Viper, uma montanha-russa com sete inversões! Seu percurso parece ser um pouco estranho de fora, mas não se engane: a Viper é muito gostosa de se andar, e a intensidade em cada vez que ela fica de cabeça para baixo é única! Aliás, em todo percurso estão diversos bonés caídos no chão, que assim como a Goldrusher, parecem estar ali há muito tempo. Sua fila é praticamente inexistente, podendo ser uma boa opção durante todo o dia.

A próxima montanha-russa está localizada além da entrada do Magic Mountain vindo da Viper, passando pelo Bugs Bunny World, área infantil (mais para frente será falado sobre!). Um letreiro gigante à anuncia: Goliath, em português, Golias, um guerreiro bíblico de aproximadamente 2,90m. A homenagem feita pelo Six Flags é válida, já que a Goliath possui uma queda de 77 metros de altura e uma velocidade de 137 km/h! Infelizmente, a montanha-russa estava fechada durante as duas visitas que tive no Magic Mountain.

Já que aconteceu essa baixa durante o dia, fui direto para a nova área do Magic Mountain, a grande novidade para a temporada 2015: o Screampunk District. Baseado no gênero de ficção científica especulativa, é possível encontrar diversas esculturas tematizadas com o tema, dando um ar de futuro industrial à região.

No Screampunk District está a montanha-russa mais incrível que já andei na vida: Twisted Colossus. Também novidade para 2015, a "TC" é uma reinvenção da clássica Colossus, montanha-russa de madeira que operou desde 1978 até o ano passado. A transformação foi feita mantendo os suportes de madeira, porém os trilhos foram trocados por puro aço, permitindo a realização de duas inversões.

Falo muito sobre o airtime em algumas montanhas-russas, que normalmente é uma sensação bem breve, em momentos de quedas com forte gravidade negativa ou inversões em velocidade lenta. Na Twisted Colossus, a situação é diferente. É possível sentir airtime durante 90% do percurso, tornando uma volta na montanha-russa mais do que meramente emocionante: inesquecível.

A Twisted Colossus além de tudo isso, promove uma corrida a partir do momento em que o trem passa para a seção verde. Funciona da seguinte maneira: o trem que está subindo o lift azul é retardado para que não ultrapasse o trem que está subindo o lift verde. Assim, os dois correm pelo circuito, passando por elementos interessantes como a seção de High-Five, em que os trens ficam paralelos um ao outro (girando em 90 graus) fazendo com que as mãos dos visitantes de cada trem quase se toquem.

Do lado da Twisted Colossus está outra montanha-russa cheia de inversões: a Scream!. Seus trens são sem piso, igual à Medusa do Six Flags Discovery Kingdom e a Kraken do SeaWorld Orlando. Entretanto, a Scream! é consideravelmente menos intensa que as duas, tendo um percurso relativamente tranquilo.

A penúltima parada da visita pelo Magic Mountain é o DC Universe, parte do parque dedicada aos heróis (e vilões!) dos quadrinhos da empresa. Nela, está a segunda mais alta torre de queda livre do mundo: a Lex Luthor Drop of Doom - instalada na torre da Superman: Escape from Krypton. Nessa atração, a frase sobre "levar o coração à boca" nunca fez tanto sentido.

O Homem-Morcego faz os visitantes entrarem no Gotham City Park, recentemente palco de uma violenta batalha contra o crime. Ao chegar na estação, uma réplica da batcaverna, os visitantes entram na Batman: The Ride, uma montanha-russa invertida de 5 inversões. A montanha-russa não é muito intensa, mas fornece boa adrenalina.

Dizem que o melhor fica para o final, certo? Foi nessa vibe que me dirigi a montanha-russa mais icônica de todo Six Flags Magic Mountain: X2. Quando inaugurada em 2002, sob o nome de X, causou alvoroço no mundo todo por ser a primeira do tipo wing! Rapidamente a X se tornou o sonho de todo o apaixonado por montanha-russa, e o Magic Mountain embarcou numa trajetória de sucesso. Em 2008, o Magic Mountain a transformou em X2, adicionando efeitos de fogo e uma trilha sonora intimidadora. “Tinha que ser você...”.

Pegando a montanha-russa quase sem fila no final da tarde, minha emoção ao sentar no carrinho da X2 foi algo tão animador quanto os airtimes da Twisted Colossus. Andar nela seria era um sonho de criança, há muito tempo já adiado. A X2 possui forças Gs descomunais, principalmente na primeirda queda, o que é agravado pelos giros dos assentos. Assim como a Tatsu e a Green Lantern, perder o senso de direção é algo muito fácil, principalmente nas duas inversões. No mais, foi muito bom realizar o sonho de criança, mas tive experiências melhores no Magic Mountain: Tatsu, Riddler's Revenge e Twisted Colossus.

Propositalmente foquei a avaliação do Six Flags Magic Mountain em suas montanhas-russas, visto que são os principais atrativos do local. Entretanto, existem outras atrações espalhadas pelo parque entre as montanhas-russas. Fica o alerta que as montanhas-russas podem tomar grande parte do seu dia, principalmente na alta temporada, não sendo possível experimentar as outras atrações. Caso queira aprovar tudo em único dia, considere a compra do FlashPass Platinum.

Logo em frente à Revolution está o Grand Carousel, histórica atração em funcionamento desde dos primeiros dias de Magic Mountain. Já em frente à Tatsu fica o Roaring Rapids, um river rapids com bastante canhões de água e cachoeiras, sendo impossível sair seco.

Perto da Apocalypse, o Slingshot (pago à parte) catapulta os visitantes para uma altura considerável, sendo uma espécie de estilingue humano. Existe outra maneira além da Tatsu para voar pelo Six Flags Magic Mountain: o Dive Devil, que simula um pulo de bungee jumping, similar ao Hadikali do Hopi Hari.

Para molhar mais, considere ir na frente dos barquinhos do Jet Stream, um canal de troncos que passa pela colina tendo uma queda relativamente alta. Para um verdadeiro banho, escolha o Tidal Wave, um barco gigante de cai n’água similar ao Waimea do antigo Playcenter.

Perto da área da DC, está o tradicional bate-bate e um pequeno brinquedo giratório, o Scrambler. Nos domínios dos super-heróis, o Music Express tematizado de Flash e o brinquedo giratório com forças G fortíssimas (igual ao Cyclone do Santa Cruz Beach Boardwalk) da Mulher Maravilha são bem divertidos.

A principal área destinada as crianças é o Bugs Bunny World, dedicada à turma dos Looney Tunes, como no Hopi Hari. São 12 brinquedos infantis, entre eles 3 montanhas-russas, mini torres, pequenos carrosséis e playground. É possível também tirar foto com todos os personagens Looney Tunes, assim como comprar pelúcias e outros souvenires. Vale destacar que o Magic Mountain, por mais que ofereça opções para crianças, não é muito indicado para se passar o dia inteiro com elas. Outros parques como o Knott's Berry Farm (melhor custo/benefício), Disneyland e Legoland (esses dois últimos com preços consideravelmente elevados) cumprem melhor o papel.

A alimentação no Six Flags Magic Mountain é baseada em serviços de fast-food, saladas, churrasco, pizza e sorvetes. Todas essas categorias estão espalhadas pelo Magic Mountain em forma de lanchonetes, que tem ao seu redor muitas mesas protegidas por guarda-sol. É possível encontrar marcas famosas como Jonhny Rockets, Cold Stone e Panda Express. O parque possui uma pequena praça de alimentação com ar-condicionado, porém não possui nenhum restaurante com serviço à la carte.

O Magic Mountain colabora para a superação do clima quente e seco com muitas árvores e ventiladores de vapor nas filas. Existem diversas opções de descanso nas áreas temáticas, que possuem seus temas bem definidos. Entretanto, algumas construções deixam a desejar, como as estações de Full Throttle, Scream!, Batman: The Ride e Green Lantern: First Flight, revestidas somente de puro metal.

Não foram notadas falhas de pintura nas atrações. O Magic Mountain somente tinha uma atração parada, a montanha-russa Goliath, cujo lift estava sendo trocado. Apesar do problema aparentemente sério, é impossível não lamentar o fato de uma das principais montanhas-russas estar fechada em pleno verão.

Provavelmente o Six Flags Magic Mountain é um dos parques mais divertidos do mundo. Seu portfólio de montanhas-russas dá um banho em todos os parques da região de Orlando, e é considerado imbatível pelo mundo inteiro. A adrenalina é tão grande que ao final do dia, se fosse possível, se teria energia para fazer tudo de novo!

Algumas montanhas-russas operavam apenas com um trem, enquanto outras com dois ou mais. Isso faz com que o tempo das filas do Magic Mountain sejam bastante mistos, variando de atração para atração. Vale relembrar que as atrações Superman: Escape from Krypton e Full Throttle podem facilmente passar de uma hora. Recomendo não visitar o parque, em hipótese alguma, aos sábados ou domingos caso não considere comprar um FlashPass.

O horário de funcionamento (10h às 21h) pode ser suficiente para aproveitar todas as montanhas-russas, dependendo muito de suas operações. Com certeza não é suficiente para aproveitar tudo que o Magic Mountain tem a oferecer. Caso queira aproveitar tudo, existe a probabilidade de ir em todas as atrações em um único dia utilizando o FlashPass Platinum. Se não deseja gastar dinheiro, considere dois dias de visita.

O Six Flags Magic Mountain possui preços mais elevados que seu irmão de San Francisco, o Discovery Kingdom. Seu ingresso varia de acordo com o dia de visita, podendo custar até US$ 60. O estacionamento custa US$ 20, preço inflado perante aos outros parques da região. Os preços da alimentação variam de US$ 15 a US$ 20, sendo que o parque oferece vales alimentação em seu site. Vale destacar a maior diferença: o FlashPass. O preço varia de forma absurda de um parque a outro.

Se uma das paixões da sua vida é montanha-russa, o Six Flags Magic Mountain é uma visita mais do que necessária. O parque, de acordo com muitos especialistas da área, possui o melhor portfólio de montanhas-russas do mundo.


---

Resumão do Six Flags Magic Mountain:

Alimentação: Fast-food.


Meu lugar favorito para comer é o Food Etc., um praça de alimentação no ar-condicionado perto da entrada da Goliath. Você consegue encontrar comida mexicana e comida japonesa em um só lugar! Caso você prefira hambúrgueres, recomendo o Ace O' Clubs ou o Big Belly Burger.

Como chegar: O aeroporto mais próximo é o de Los Angeles (LAX). Para chegar ao parque, é recomendável ir de carro ou Uber. Existe a possibilidade de ir de transporte público, mas o perrengue é muito grande. Você consegue ver via Google Maps as direções.

Dica campeã: Não importa a época do ano, o Six Flags Magic Mountain é quente e cheio de ladeiras. Esteja com calçados confortáveis e protegido do sol sempre. Não hesite pedir água da casa em todos os estabelecimentos para se manter hidratado!

Filas: moderadas (+60 min) a pesadas (+120 min).

Melhores atrações: Tatsu, Twisted Colossus e X2.

Melhores meses para visitar: Maio, Junho e Outubro.

Melhor ordem de brinquedos dentro do parque: West Coast Racers / Apocalypse / Superman: Escape from Krypton / Tatsu / Viper / X2 / Full Throttle / Goliath / Twisted Colossus / Scream / Lex Luthor: Drop of Doom / Batman: The Ride / Crazanity / The Riddler's Revenge / Justice League: Battle for Metropolis / Ninja / Roaring Rapids / The New Revolution

Preço: US$ 65,00

199 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


StormRunner.jpg

SE SENTIU INSPIRADO? VAMOS VIAJAR!

Conheça nossa agência de viagens!

Na Scream!, você encontra a forma que mais se adequa para você viajar: seja de excursão ou comprando um pacote! Te falei que dá para montar seu próprio pacote e comprar ingressos para os melhores parques espalhados pelo mundo? Ah, tem mais! Dá para você ter seu próprio roteiro personalizado!

bottom of page